3 de fevereiro de 2010

Homenagem a Rosa Lobato Faria



Quem me quiser há-de saber as conchas
a cantiga dos búzios e do mar.
Quem me quiser há-de saber as ondas
e a verde tentação de naufragar.

Quem me quiser há-de saber as fontes,
a laranjeira em flor, a cor do feno,
a saudade lilás que há nos poentes,
o cheiro de maçãs que há no inverno.

Quem me quiser há-de saber a chuva
que põe colares de pérolas nos ombros
há-de saber os beijos e as uvas
há-de saber as asas e os pombos.

Quem me quiser há-de saber os medos
que passam nos abismos infinitos
a nudez clamorosa dos meus dedos
o salmo penitente dos meus gritos.

Quem me quiser há-de saber a espuma
em que sou turbilhão, subitamente
- Ou então não saber coisa nenhuma
e embalar-me ao peito, simplesmente.

Rosa Lobato Faria


3 comentários:

tossan disse...

Toda cidade vai cantar
E finalmente vai voltar
O tempo da paz os tempos atrás
O tempo da consideração
Quando era menos ambição
E o coração valia muito mais
Toda a cidade vai cantar
O cancioneiro popular de tempos atrás
Que já não se faz
E chega a me dar uma emoção
De contemplar a multidão
Cantando pelas ruas principais
Joga todo mal pra fora
Abre o peito e chora em paz
Que é bonito demais
Toda cidade cantando
Como nos antigos carnavais

Paulo Cesar Pinheiro

Ao mesmo tempo sinto o poema e a fabulosa foto em harmonia. Beijo

juillev disse...

Magnifique visite sur votre blog!
Je ne parle pas portugais mais je me suis laissée enchanter par les images, les mots et la musique
... Merci!
Quel est le titre et l'interprete de cette chanson?

Sandra Gaspar disse...

Merci por ton commentaire.
Le titre de la musique : My Imortal
L'interprète: Evanescence

Baisers

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...